Notícias

PRESIDÊNCIA DO TJ/AC MARCA REUNIÃO PARA O DIA 28/02 PARA A CONTINUAÇÃO DAS TRATATIVAS ACERCA DO AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO.

Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, através de ofício do Juíz Auxiliar da Presidência, Dr. Cloves Augusto Alves Cabral Ferreira, após ofício enviado pelo SINSPJAC agenda reunião para a continuação das tratativas acerca do Auxílio Alimentação dos servidores para o próximo dia 28/02, às 16 horas.

Comentários

rizalva Silveira de PaulaAguardamos!!!
Ruslândio ReynaÉ chegada a hora! Vamos ver se sai alguma coisa de importante para toda a categoria...! Boa sorte amigos!
Rislavamos ver se eles liberam o vale saltenha!
FrankIlustres colegas, com ser ver abaixo (art. 61) o auxilio-alimentação só poderia ser implantado após, 1º de setembro de 2015, fase final da implantação do PCCR, sendo ainda necessária a regulamentação através do Conselho da Justiça Estadual. ...Art. 28. Os servidores do Poder Judiciário farão jus ao auxílio-alimentação, conforme regulamentação do Conselho da Justiça Estadual... Art. 61. O auxílio-alimentação e o auxílio-educação previstos nos arts. 26 e 28 serão regulamentados e efetivados após a implantação deste plano... Gostaria de tirar uma dúvida, conforme exposto, seria possível um movimento de grevista pela categoria ou impor alguma coisa, para postula o referido auxilio, sendo que ficou estipulado um prazo para implantação??
RosinhaVai dar tudo certo, se Deus quiser, a união faz a força!
mazinho carvalhoEsperamos algo de concreto, sem enrrolação ou promessas que jamais serão cumpridas.
PEDRITOÉ pagar para ver! Isso vai terminar em Pizza.
Ray LucenaNotícia boa para os servidores, mas é no Paraná! O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) reajustou o valor do auxilio-alimentação dos servidores, equiparando-o ao valor pago aos magistrados, atendendo ao pedido de igualdade do SINDIJUS/PR. A Presidência do TJPR elevou o valor do auxílio-alimentação para R$ 710,00, representando um acréscimo de quase 30% para os trabalhadores daquela Corte. Na mesma esteira, em 2012, o Tribunal de Justiça da Bahia também já havia atendido a solicitação de reajuste dos servidores que constava na pauta de reivindicação do SINTAJ. Na Justiça Federal, os valores do auxílio-alimentação pagos a magistrados e servidores também são iguais. Enquanto isso, em Sergipe, o que se viu na última negociação salarial foi a gestão do Tribunal de Justiça dar uma banana aos servidores, rejeitando todos os pedidos de valorização justa da categoria e rompendo os diálogos com a entidade sindical. Além disso, a discriminação e a falta de isonomia são realidades que ainda marcam negativamente o trato com a classe trabalhadora, dentro do TJSE. De acordo com levantamento realizado pelo SINJUS/MG, no ano passado, o valor do auxílio-alimentação pago aos servidores do TJSE encontrava-se na 17ª posição do ranking nacional desse benefício nas justiças estaduais brasileiras e, agora, constata-se também que ele é cerca de 35% menor que o valor concedido aos magistrados neste mesmo órgão. Outro fator esdrúxulo no tratamento do Tribunal de Justiça de Sergipe, quando o assunto é auxílio-alimentação, é o custeio imposto nas costas dos servidores, que reduz o valor do benefício à medida que avança na carreira, enquanto em relação à magistratura – que se diga de passagem, recebe alguns dos maiores salários do país e em regime de subsídio – o TJSE fecha bem os olhos e aperta a sua venda, não fazendo qualquer exigência de contribuição no custeio, muito menos redução do valor. Na última Assembleia Geral ficou registrado que os servidores do TJSE não aceitarão esse tratamento discriminatório e injustificado, e que o SINDIJUS/SE acionará o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em busca de posicionamento conclusivo sobre essa contradição jurídica.

Enviar comentário

Nome

E-mail

Comentário

Código de segurança

•  Leia outras notícias
Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Acre
Rodovia AC-10, KM 01 - Bairro Alto Alegre - Rio Branco / AC
Fone / FAX: (68) 3224-8842  /  sinspjac2@gmail.com